Para além de Gelo e Fogo: conheça outras cinco obras de George R. R. Martin

George R. R. Martin tornou-se uma figura conhecida em todo o mundo, caso raro de escritor superstar, depois que a HBO adaptou a saga “As Crônicas de Gelo e Fogo” para a televisão na série “Game of Thrones”. Porém, muito antes de Jon Snow dar seus primeiros passos nas terras para lá da Muralha, Martin já era bastante conhecido entre os fãs de literatura fantástica.

No aniversário  de 68 anos do autor, listamos cinco de suas obras que não se passam em Westeros e valem a leitura:

amortedaluzgrrmartin

A Morte da Luz

Primeiro romance de Martin, publicado em 1977, “A Morte da Luz” apresenta Worlon, um planeta à deriva que fora colonizado por diversas culturas distintas durante uma espécie de Feira Intergaláctica e abandonado logo em seguida, justamente por estar se distanciando da estrela que lhe fornece calor e vida. Acompanhamos a jornada de Dirk t’Larien, que desembarca no planeta em busca de seu antigo amor, a ecologista Gwen Delvano. Ficção Científica de alta qualidade.

 

capa-sonho-febrilSonho Febril

Publicado em 1982, “Sonho Febril” traz um autor com estilo já sedimentado, arriscando-se em uma história de vampiros. Mantendo os padrões clássicos dos chupadores de sangue, mas tratando-os como uma raça distinta dos humanos, Martin ambienta o romance na região do Mississípi durante a segunda metade do século XIX, tratando de uma estranha sociedade comercial firmada entre um humano e um vampiro.

 

tufvoybaen1987-jpgTuf Voyaging

Ainda não publicado no Brasil, “Tuf Voyaging” é um romance em forma de contos interligados. Publicado em 1987, trata das aventuras de Haviland Tuf, excêntrico proprietário da Arca, uma nave semeadora que abriga várias formas de vida pela galáxia. Tuf viaja de planeta em planeta oferecendo seus vários serviços ambientais. Porém, apesar de cobrar por eles, Tuf se preocupa mais com o bem-estar dos animais do que com os interesses de seus clientes.

 

1424399281810921905The Armageddon Rag

Quase uma declaração de amor ao rock n’ roll, a obra mistura trama de mistério e fantasia sobrenatural ao tratar dos assassinatos do produtor e do vocalista da banda Nazgûl (nome obviamente retirado das criaturas aterrorizantes que aparecem na obra de Tolkien e que não deve ser confundido com a banda de metal Nazgûl, formada mais de uma década depois da publicação do romance em 1983). Dessa vez, Martin usa sua genialidade não para criar um mundo fictício, mas para dar vida à banda, com cartazes de concertos, títulos de álbuns, setlists etc.

 

1424399281364794033Sandkings

Premiado com o Hugo de Melhor Conto em 1980, “Sandkings” conta a história de Simon Kress, milionário colecionador de animais exóticos. Após adquirir criaturas conhecidas como Sandkings, que têm a capacidade de erigir verdadeiros reinos em miniatura no seu habitat, Kress começa a brincar de Deus, fazendo-os passar fome e guerrearem entre si em conflitos cada vez maiores. É um conto perturbador e excelente, ainda sem versão em português.

Editor geral do Escambau, administrador por profissão e escritor por necessidade. Escreve às terças-feiras.

LEIA TAMBÉM:

Moacir de Souza Filho

Editor geral do Escambau, administrador por profissão e escritor por necessidade. Escreve às terças-feiras.