I Prêmio Escambau de Microcontos: Resultado da Semana 1

 

Confira abaixo a lista dos trinta e cinco melhores microcontos segundo as madrinhas e os padrinhos do Escambau:

22 – Edgar tinha o mau hábito de dormir em serviço. Mesmo com as mãos encardidas de terra, diariamente cruzava os braços atrás da cabeça e tirava uma pestana, deitado entre seus colegas que também dormiam. Mas logo cedo despertava, para abrir novas covas e enterrar novos colegas. (Lucas Vosch)

22 – Nira estranhou que um convento precisasse de alguém como ela — eles deviam saber como lidar com almas atormentadas, certo? Porém, quando viu todos aqueles fantasmas, os tecidos etéreos de suas roupas flutuando com sua dança eterna, entendeu que a situação estava além de qualquer ajuda. (Lais Helena Serra Ramalho)

22 – O garoto agradeceu pelo pedaço de pão que um desconhecido lhe dera. Estava cansado de receber migalhas de amor, mas, faminto que estava, devorou-o em segundos. (Renan Santos)

22 – Para onde olhasse, o alaranjado fosco engolindo qualquer horizonte imaginável. Incrédulo, agarrava um último objeto. O único que não cabia na situação. Não era o investimento de uma vida ou a família junto à casa soterrados. Era o sapato do filho, embotado em lama e os passos que ele jamais daria. (Djania Bezerra)

22 – Uma noite de cada mês ela se evadia do convento pra poder uivar. (Ademar Ribeiro)

21 – Amanda não sabia qual havia sido seu maior azar: viver na ignorância por tanto tempo ou descobrir o que realmente habitava a escuridão. Não conseguiu decidir mesmo enquanto aqueles caninos rasgavam sua pele e ele sugava sua vida.  Pouco depois, a reposta já não fazia diferença. (Camila Villalba)

21 – dia de mercado. na sessão de higiene, entre algodão e cotonetes, demos de cara com bebezinhos fofos e sorridentes nos pacotes de fralda. não demorou mais que dois segundos para logo colocarmos os preservativos no carrinho de compras. (Karolyna Gutierres)

20 – Após anos de preparação e treinamento, de pressões e expectativas, ele estava pronto para seu primeiro voo supersônico. Ao vencer a corrida contra o som, naqueles poucos segundos em que ninguém pôde ouvi-lo, o piloto notou algo estranho: ele escutou-se, afinal. (Gustavo Chaves)

20 – “Faça silêncio seu verme!”, ele vociferou ao homem amordaçado no banco de trás. “Não Alma, não era contigo, mi amor!” O homem se agarrava ao celular com medo que ouvissem. “Eu sou um maldito mafioso! Eu não posso comprar fraldas, Alma!” Em Los Diablos, era cada vez mais difícil manter o respeito. (Iassana Barbosa)

20 – Quando Risolina resolveu que seria a última procrastinação de sua existência e se comprometeu a estudar, mesmo sem luz, achou que ia queimar a pestana, não a casa. (Iassana Barbosa)

19 – Deitou-se com a intenção de tirar apenas uma pestana. Quando acordou, descobriu que era o último sonhador na Terra. Resignado, voltou a dormir. (Renan Santos)

19 – Depois de bolhas, calos, um quase entorse, unhas quebradas e um sem número de raladuras, o Saci-pererê finalmente decidiu roubar um sapato. É difícil ser menino do mato na selva de pedra. (Jader Figueiredo)

19 – Desde criança tive uma agonia de espelhos. Me explicaram os conceitos da física: Luz, ondas, etc. Por um tempo fiquei em paz. Meu azar foi descobrir que estava certo e que os reflexos só nos imitam muito bem. (Wellington WB Jr)

18 – A minha tia Delfina, pãozinho sem sal, marulhava que ficara encalhada por causa do mau leme de um piloto. (Sá Tiro)

18 – Avarento que sempre foi, passou a vida vivendo de migalha, gastando com nada mais que o necessário. Esmigalhou-se na traseira de um caminhão e da vida nada levou. (Lucas Vosch)

18 – Canhota, não levava jeito pra bico de pena. Seu negócio era pincel piloto. (Lara Forte)

17 – Desde a chegada da estrangeira, coisas estranhas passaram a acontecer no convento. Como um animal cujas garras marcam a porta, o mal tentava nos alcançar. Devido a clareza dos sinais, não tínhamos escolha. Queimamos a bruxa. (Marcio Muniz)

16 – Ela trocava a fralda do bebê sorrindo. Fazia tudo sorrindo, na verdade. Era o que mais gostava sobre a esposa. Ela percebeu que o marido a observava e lhe mandou um beijo. Família perfeita. E olha que tinham vindo da China! Isso o fez lembrar que precisava atualizar o software dos dois. (Paola Lima Siviero)

16 – Ficou ali, sozinha na praça, sujeita ao vento frio, tão diferente do lugar onde nascera. Queria ser alguém, como seus amigos, e não somente esta migalha. Estava justamente pensando na diferença que há entre a casca e o miolo quando uma pomba desceu de uma árvore próxima e a abocanhou, satisfeita. (William Guilherme Sampaio)

15 – Por fim encontrou um lugar em condições favoráveis. Calor humano não condicionado; de fácil acesso a todas as tribos; solo fértil. Tirou os sapatos. Enraizou. (André Felipe)

14 – Sonhei que errava há anos num salar. À espera da morte, maldisse a miragem de um avião pousando, mas veio o piloto até mim e sussurrou: – Estou aqui. Beijei-o. Chorei. Disse: – Não esperava salvar-me. Ele também chorou: – Não há combustível para sairmos do salar. Desci para não morrermos sozinhos. (Elias Minari)

13 – Marina sempre caçoava da irmã por colocar fraldas no seu bebê de brinquedo. Alana, que era muito mais madura, um dia soltou em resposta: “Ao menos eu sei cuidar da minha filha”. A família ficou em choque. (Gustavo Nery)

12 – Curiosa, a princesa ignorou os avisos. Subiu a torre, encontrou a bruxa e espetou o dedo no fuso da roca. Caída em sono profundo, tirou uma pestana de cem anos que terminou com o beijo de um príncipe. Porém, era daquelas que ODIAVA ser acordada e o casamento terminou antes mesmo de começar. (Ana Cristina Rodrigues)

12 – Puta que pariu. – pisou na areia. Olhou pro mapa, pras palmeiras, pros sabiás. Que azar. – Isso não são as Índias. (Marina Costa)

11 – Irmã Hermógenes era a mais casta das freiras. Ao menos, parecia. Quando o padre meteu-lhe a mão por debaixo da saia, ela rapidamente o repreendeu: — Aqui no convento, não! (Fernanda Cavalcante)

Top 10:

10 – Ele beijava seus dados da sorte e, já na primeira rodada, perdia os próprios lábios em jogos de azar. (Emerson Braga)

09 – Ela me respondia em migalhas e, ainda assim, eu continuava. Tudo porque queria conhecer aquele caminho. (Josué Seixas)

08 – Surpreendeu-se quando ganhou de seu chefe uma viagem marítima com tudo pago: iate particular, trajes de banho, comida, bebida e tripulação. Mais surpreso ainda ficou quando, já em alto-mar, recebeu o derradeiro presente: um par de sapatos de cimento. (Márcio Lima)

07 – O episódio piloto da vida de Cecília foi uma traição. Dali em diante, ela conduziu apenas reprises. (Josué Seixas)

06 – Não queria filhos. Preferia comprar cerveja a gastar com fraldas. Por isso, vazectomizou-se. Provavelmente, se sua mulher soubesse, não teria engravidado. (Aldenor Pimentel)

05 – Mete furto pra andar de dupé, menor, que vacilo é esse, tu já viu meu Nike? Porra de tênis, Beréu, vou passar fita de sapato? Me dá logo esse prego, o cabresto soltou. Se fosse um Nike não precisava. Enfia o Nike no cu e me dá um prego, porra! (George Ulysses)

04 – O acorde favorito dela, aquele que lhe arrancava agudos abafados, que lhe fazia respirar ofegante enquanto declamava, ora sacros, ora obscenidades, me deixava com as mãos doloridas. A tarefa de alcançar em simultâneo pontos tão distantes me forçava os dedos, como em luxuriosa pestana de um si maior. (Diego Sampaio)

03 – Foi ao ver os velhos sentados na praça, jogando migalhas aos pombos, que percebeu que era um deles. (Juliana Ribeiro)

02 – “Veja esse velho, passou a semana toda com o pé na cova, nem respirava direito. Eu vi de perto e pensei que já tinha partido, mas olha agora, vendendo saúde. Isso é o que eu chamo de sorte.”, disse um urubu. “Isso é o que eu chamo de azar”, disse o outro. (André Felipe)

01 – Quem via de um lado da rua o convento e do outro o seminário não sabia da missa a metade. (Sabrina Dalbelo)

 

Parabéns a todos os que participaram. E lembrem-se: ainda faltam mais três semanas. Avante!

LEIA TAMBÉM:

  • Emerson Braga

    Parabéns a todos os colegas participantes envolvidos nesse projeto bacana do Escambau. Sabrina, sua danada, o primeiro lugar tinha que ser seu! Que microconto!

    • Sabrina Dalbelo

      Puxa, obrigada! Fico muito feliz de saber que esse emplacou mesmo! Estou muito contente com essa novidade de primeiro lugar!

  • Felipe Lins

    Excelentes contos. Adorei a apresentação deles.

    Tenho umas sugestões, passo depois.

  • Pingback: Meus microcontos escambau | ponto de acumulação()