Querido Augusto… Lembre-se da sua Sally.

Talvez, você finja bem a falta que ele te faz ou ainda é do time que não sabe a falta que irá fazer. Mas a verdade é que a cidade procura por amor. Entre batuques mambembes e rugidos silenciosos dos leões de pedra, a verdade, é que a cidade vasculha por amor. E não é qualquer amor, a cidade procura por um tipo específico.

Aquele tipo de amor que é igual ao ticket dourado da fábrica de chocolate. Esse ‘tipo’ que faz você lavar louça cantando uma música boba da Disney; O tipo que faz você esperar uma ligação na madrugada pra ouvir ‘Tá vendo essa série na tv?’

O tipo que faz a gente se divertir imaginando, como vai ser colocar fantasias absurdas nos filhos que ainda nem nasceram; O tipo que te faz guardar um anel de plástico, que veio apenas como um brinde, mas se tornou a mais cara aliança que o momento podia oferecer.

Você conhece, esse tipo?

Talvez, por saber reconhecer esse tipo ou ainda por querer conhecê-lo é que atingimos a soma de mais de mil reações sobre a dedicatória encontrada numa antiga capa de disco, onde alguém chamada Sally pede ao seu querido Augusto para ser lembrada.

A cada ‘Up’ que a imagem recebe é como se a procura desse tipo de amor ganhasse um voto de ‘eu acredito em você’. Mesmo em tempos de tão poucos créditos, em tempos de Williams e Fátimas, tempos de Brads e Angelinas… Eis que surgem um Augusto e uma Sally, num cantinho amarelado de uma capa de um disco, depositando dentro do nosso peito um ‘Up’ para não desistir da procura.

Talvez, Augusto e Sally não terminaram juntos. Talvez eles se perderam pela vida… Ou Talvez estejam velhinhos, sentados no sofá da sala e toda sexta-feira assistem juntos o globo repórter e perguntam, um ao outro, se teriam coragem de passar a mão na cabeça de uma onça. O final de Augusto e Sally pode ter ficado preso em algum talvez. Mas o certo é que todo mundo, em qualquer cidade merece sentir, nem que seja uma vez na vida esse ‘tipo’ de amor.

E por esse motivo, se um dia quiser me encontrar… Eu serei aquela bem ali, te esperando no último ‘Up.’

Marcela Marvel, 35 anos, Jornalista, Atriz e Dramaturga. Amante das palavras ditas, ouvidas e escritas. Contatos: @marcelamarvel@gmail.com
@twitter: Marcelamarvel

LEIA TAMBÉM:

Marcela Marvel

Marcela Marvel, 35 anos, Jornalista, Atriz e Dramaturga. Amante das palavras ditas, ouvidas e escritas. Contatos: @marcelamarvel@gmail.com @twitter: Marcelamarvel