O peso das reticências

Num pesar de outono
folhas caducas
caem sobre o verão
leves, em gradativa
gravidade

O silêncio reticente
faz o tempo longe
e ralenta a música
composta sob um céu
descomposto

Lamentam folhas verdes
na relva remexida
onde ainda se ouve
a canção olvidada
alhures

Esther Alcântara é poeta e cronista. Formada em Letras e Especialista em Língua Portuguesa, atua como editora e revisora de textos e dedica-se também à encadernação artística. Em 2015 participou da exposição de livro de artista “Entre a Obra e a Dobra: Memórias”, com a obra Raízes. Em 2016 publicou Vinte poemas para serem lidos com lupa, obra em forma de minilivro (2 x 3 cm), e participou da Antologia Senhoras Obscenas. Publica poemas em revistas, blogs e antologias e também os apresenta em saraus. Seu livro Piracema será lançado em abril de 2017 pela Carpe Librum.

LEIA TAMBÉM:

Esther Alcântara

Esther Alcântara é poeta e cronista. Formada em Letras e Especialista em Língua Portuguesa, atua como editora e revisora de textos e dedica-se também à encadernação artística. Em 2015 participou da exposição de livro de artista “Entre a Obra e a Dobra: Memórias”, com a obra Raízes. Em 2016 publicou Vinte poemas para serem lidos com lupa, obra em forma de minilivro (2 x 3 cm), e participou da Antologia Senhoras Obscenas. Publica poemas em revistas, blogs e antologias e também os apresenta em saraus. Seu livro Piracema será lançado em abril de 2017 pela Carpe Librum.