Escritor

A beleza
De uma página em branco
Quantas palavras usar
Quantos verbos conjugar
Cala, deixe o tempo pingar
Deixe o dia correr
A noite chegar
O tempo morrer
A beleza
De uma partitura em branco
Quando teus olhos falam
Meus lábios respiram
Senta, deixe o depois
Repousar no depois
Agora, quero apenas pensar
Nas linhas do teu corpo
E mesmo o homem louco
Saberá a gravidade do teu repousar

Sou estudante do quinto semestre de fisioterapia. A escrita surge pra mim como uma real necessidade fisiológica, no sentido de que eu jamais pude suportar completamente as atribuições e encargos sociais necessários a uma vida coletiva. Logo, sou grato às palavras pela companhia sempre presente.

LEIA TAMBÉM:

André Luis Rosa

Sou estudante do quinto semestre de fisioterapia. A escrita surge pra mim como uma real necessidade fisiológica, no sentido de que eu jamais pude suportar completamente as atribuições e encargos sociais necessários a uma vida coletiva. Logo, sou grato às palavras pela companhia sempre presente.