Microcontos – Edição Especial de Natal – Resultado

Segue a lista com o melhores microcontos de natal selecionados pela nossa equipe, e votado no grupo dos escambanautas! Parabéns aos selecionados, e a todos que participaram.


Microcontos de Natal

1 – Regina Ruth Rincon Caires

No correio, a menina aguardava. Na vez, deu a carta ao atendente. Era para o Papai Noel. – O prazo já acabou. Desapontada, olhou para a mãe. Saíram caladas. Na escada, um senhor falou: – Sou mecânico, tô indo consertar o trenó do velhinho. Quer que eu leve a carta? … No Natal, a boneca chegou.

2 – Zé Ronaldo

Todo natal era a mesma coisa: as cartas pediam apenas um afago na cabeça e um beijo de boa noite. Sentia um nó na garganta e a barba umedecida, enquanto subia em seu trenó, no telhado do orfanato.

3 – Fabiano Sorbara

Não tinha meia na chaminé, não tinha rena ou trenó, não tinha Papai Noel, mas o milagre de Natal aconteceu. Não tinha uva passa no arroz.

4 – Maria De Lurdes Gamito

Adorava o Natal desde criança. Passando na rua, observava pelas janelas as casas decoradas, as famílias reunidas, as lareiras acesas e tudo isso lhe aquecia o coração. Mas embora de coração quente, seu corpo continuaria gelado em mais uma noite debaixo da ponte.

5 – Juh Cavalcante

 Na véspera, sua concentração estava no jogo de facas que ganhara no natal passado. Amolou uma a uma com atenção. Com elas, comemoraria seu último 25 de Dezembro. – A decoração este ano será bem vermelha!

6 – Shirlei Siqueira de Aguiar

Dobrou e guardou a carta que escrevera durante a madrugada na mesma gaveta onde se acumulavam dezenas de outras cartas que nunca enviara. Desde aquele Natal em que se tornara órfão, nunca mais confiou no Papai Noel.

7 – Rita Maria Felix

Com cinco anos, Carlinhos sonhava ser um supervilão. Na manhã após o natal, achou uma caixa de presente perto da cama. Dentro um pequeno dragão adormecido e um bilhete: “Ele vai ser adulto quando você também for”. Carlinhos riu como vilão de anime: — Parceiro, a gente vai conquistar o mundo.

8 – Carolina Santos

Descobriu que o espírito de Natal era para poucos quando, despertado pela fome, percebeu que não havia presente algum embaixo da árvore seca de vida, enfeites e esperança.

9 – Steverson Silva

Entre as trincheiras, a guerra seguia ininterrupta. A bandeira branca anunciava o natal, trégua e paz entre homens de boa vontade, pelo menos nas próximas 24 horas.

 

 

 

LEIA TAMBÉM:

  • Elisabeth Lorena Alves

    Parabéns!

  • Teresa Fiore

    O Natal já passou, mas eu cheguei agora há pouco. Li os microcontos da Edição Especial de Natal. O primeiro é realmente o melhor. Toca fundo sem ser piegas. Muito delicado. Aliás, já tenho lido outras coisas escritas pela Regina; ela sabe escreverl

  • Delma Maria Lucchin

    Parabéns! Microcontos maravilhosos. Amei o primeiro lugar.